São José é sempre Jovem: devoção de São José na experiência de Comboni

Hoje, 20 de março, celebramos com toda a Igreja a festa de são José: inúmeras capelas espalhadas no mundo todo, muitas congregações religiosas, assim como também confrarias/associações de leigos têm são José como padroeiro, sublinhando alguns aspectos específicos da vida dele, e inspirando-se nele para viver uma fé profunda e concreta, na humildade, na confiança em Deus, no trabalho, no silêncio, na defesa da vida.
Olhando para o nosso carisma comboniano, também encontramos presente a devoção ao pai putativo de Jesus, porém sem muitas especificações: sabemos que se origina de um amor especial que Comboni tinha para ele, definindo-o o ecônomo da missão, aquele que era invocado especialmente nas piores situações financeiras, e que muitas vezes, com prontidão inaudita, tinha-o tirado de muitos apuros.
Chama atenção, nos escritos de Comboni, o jeito com o qual ele se dirige e dialoga com o santo, como com um amigo de longa data com o qual não se precisa de dar muitas voltas. Alguns escritos tornam-se quase cômicos, neste sentido: “Chamei-a à ordem o meu ecônomo são Jose´, ameaçando dirigir-me à sua mulher, se ele não fizer caso; exigi-lhe que no prazo de um ano equilibre meu orçamento, [...] caso contrário vou ter com a sua mulher, mas já chega.” (EE 5224)
Outro elemento interessante na espiritualidade vivida por Comboni é que a devoção de são José não é simplesmente expressão de uma religiosidade popular um tanto fragmentada nas suas diferentes manifestações, ao contrário encontra-se inserida e diria perfeitamente encaixada na vivência de absoluta confiança, entrega e comunhãode São Daniel com o próprio Jesus e Maria:
“Eu permaneço no meu posto até a morte, porque confio nos sagrados corações de Jesus e Maria e em são José e porque a obra é de Deus. Esta obra, nascida aos pés do calvário, avançará através de todas as dificuldades para chegar a sua realização. (EE 5329)
No coração de Comboni habita a certeza de que ele não está sozinho, e por isso vive e aprofunda continuamente a comunhão com Deus e com a Sagrada Família: Jesus, Maria, José, não são entidades abstratas para Comboni, ou personagens relegadas no passado, mas verdadeiros amigos, companheiros de viagem, presenças reais, concretas, que abençoam a missão e cada missionári@, iluminando, protegendo, intercedendo.
“São José é sempre jovem, tem sempre bom coração e intenção reta e ama sempre o seu Jesus e os interesses da sua gloria. E a conversão da África central representa um interesse grande e permanente para a gloria de Jesus.” (EE 5197)

A Comboni pedimos, neste dia, a graça de interceder por nós, para poder crescer sempre mais nesta busca da comunhão com Deus e com os santos seus amigos, para amar e nos entregar à missão com ardor sempre crescentea cada dia, como se fosse o último. 
Ir. Chiara Dusi, missionária Comboniana

Nenhum comentário :

Postar um comentário

 

Ir. Geny Maria da Silva

Av. Satrunino Rangel Mauro, 310 - Bairro Jardim da Penha

CEP 29060-770 – Vitória – ES

Fone: (27) 3227 – 0429

E-mail: vocacionadas@gmail.com